Quem trabalha com Marketing Digital e sites de Redes Sociais com certeza sabe da importância que o Facebook possui para a reputação de uma marca/empresa. Ter uma página com um conteúdo relevante e informativo, interação de qualidade com os usuários para tirar dúvidas ou simplesmente mostrar a preocupação da marca com a opinião de seu público são com certeza pontos importantíssimos para gerar engajamento e alcançar novos públicos. No entanto, será que isso é o suficiente?

Ao falarmos em Marketing de Redes Sociais e Produção de Conteúdo, o engajamento dos usuários e o alcance orgânico são sempre métricas desejadas pelos analistas e clientes, porém, muitas vezes a alta competição e atuação de outras marcas/empresas pode tornar a divulgação de seus serviços e a aquisição de novos clientes mais difíceis de serem alcançadas.

Uma boa saída para as marcas que desejam alcançar novos públicos, promover engajamento, ganhar likes, entre outros objetivos, é fazer anúncios no Facebook, os chamados Facebook Ads.

 

  • O que é preciso para começar a anunciar no Facebook?

Primeiramente, para se começar a anunciar no Facebook é necessário ter em mente o Objetivo do Negócio, que pode ser ganhar likes, promover engajamento, aumentar visitas em um site, downloads de um app, gerar conversões, participações em eventos, entre outros. É com um objetivo claro que uma campanha de redes sociais tem início.

Após isso, outro ponto de igual importância é definir o público-alvo. Saber quem são as pessoas que consomem o seu produto e interagem com a sua marca é essencial também para saber qual o perfil de seu público potencial. Quais seus gostos e interesses, onde moram, qual o gênero predominante, entre outras informações.

Uma boa maneira de verificar seu público em potencial é usar o Audience Insights, uma ferramenta interna do Facebook na qual você pode verificar o tamanho da sua audiência potencial, com base em interesses, páginas que curte, região, faixa etária, entre outras informações. Pode ser uma boa maneira de checar se o target que você definiu possui uma boa representatividade dentro da rede social.

É importante destacar também os tipos de audiência que podem ser atingidas com os anúncios do Facebook: existem as chamadas Core Audiences, que são os usuários do Facebook que podem ser definidos durante a elaboração de sua campanha; as Custom Audiences, consumidores atuais ou potenciais de sua marca, obtidos através do upload de uma lista de e-mails de seu site ou app; e as Lookalikes, que são pessoas que, de acordo com o próprio Facebook, se assemelham a seus atuais clientes.

Depois de definir o objetivo e o target, ainda resta definir o orçamento da campanha (budget), a posição do anúncio (news feed no desktop, news feed no smartphone, coluna do lado direito, feed do instagram, stories) o formato do anúncio (foto, vídeo, slideshow, carrossel, canvas) e o criativo (imagem, texto, vídeo do anúncio) que o irá compor.

Vale lembrar que, para anunciar, é necessário ter um cartão de crédito registrado no Facebook, para dar a garantia de pagamento e poder rodar suas campanhas sem nenhum problema.

 

  • Post impulsionado ou Anúncio?

 

Quem possui ou cuida de alguma página no Facebook com certeza já se deparou com a opção “Impulsionar post”, que nada mais é do que investir uma determinada quantia de dinheiro para fazer com que uma determinada postagem tenha seu alcance aumentado, atingindo mais pessoas e, possivelmente, adquirindo mais likes, comentários e compartilhamentos. Mas, ao contrário do que muitos acreditam, isso não é o mesmo do que fazer um anúncio.

Claro, impulsionar um post pode ser uma boa tática para que suas postagens tenham melhores resultados e a taxa de engajamento de sua página aumente. No entanto, caso o objetivo de sua marca seja outro, como os citados anteriormente, o melhor seria criar um anúncio do zero, mesmo que ele utilize um post já existente.

Ao criar uma campanha, é possível ter uma variedade maior de objetivos, que não só aumentar o alcance de uma publicação, e ainda assim utilizar um post já existente em sua página gastando a mesma quantia. Isso garante melhores resultados, relacionados a seu objetivo, e também permite que sua publicação seja vista por mais usuários.

 

  • Quais os formatos de anúncios existentes?

 

Atualmente o Facebook conta com 7 formatos de anúncios, alguns válidos também para o Instagram: links (FB e IG), fotos (FB e IG), vídeos (FB e IG), slideshows (FB e IG), coleções, carrossel (FB e IG) e canvas, formato exclusivo para o Facebook. Os slideshows são semelhantes aos vídeos, no entanto apresentam fotos estáticas que são apresentadas como em uma apresentação de slides; as coleções funcionam como um catálogo de produtos; o carrossel apresenta uma sequência de fotos escolhida pelo anunciante; e o canvas é uma experiência imersiva que permite a junção de diversos elementos.

No Guia de Anúncios do Facebook é possível ver as especificações para cada tipo de formato, bem como os objetivos que permitem o uso de cada um deles. Abaixo seguem alguns exemplos de formatos:

Video Post

Carrossel

Coleção

 

  • O famoso leilão

 

Assim como o Google, o Facebook também possui um sistema de leilão que dita quais anúncios são os mais adequados para serem divulgados em seus aplicativos. A própria rede social já disponibiliza um guia que explica como ele funciona, no entanto, vamos apontar aqui os fatores principais que podem fazer com que seus anúncios se destaquem frente aos demais e consigam competir no leilão.

Ao mostrar anúncios, o Facebook busca tanto ajudar os anunciantes a atingirem seus objetivos quanto promover boas experiências para seus usuários, mostrando conteúdos relevantes para cada tipo de público. Para balancear esses dois objetivos, o sistema de leilão busca selecionar apenas os melhores anúncios para serem disponibilizados, e para isso se utiliza de alguns fatores:

  • Quantia investida no grupo de anúncios (seja ela definida automaticamente pelo próprio Facebook ou manualmente pelo anunciante)
  • Relevância e qualidade do anúncio (o Facebook consegue analisar os componentes do anúncio – fotos, vídeos, textos, links – e verificar se eles possuem alguma relação com o objetivo e com a página que está anunciando). Para ter certeza de que escolheu a imagem adequada para seu anúncio, confira os 6 cuidados ao escolher imagens para redes sociais!
  • Estimativa de taxa de tomada de decisão (baseado na audiência, ou seja, verificar se o público definido é realmente o mais indicado para aquele objetivo de anúncio e para o produto/serviço que está sendo ofertado)

De maneira geral, os anúncios no Facebook permitem expandir o alcance de sua marca e conquistar novos clientes de uma maneira mais criativa e exclusiva. No site do Blueprint, o Facebook disponibiliza cursos sobre anúncios, gestão de páginas, e outros serviços que podem melhorar o desempenho de seu negócio. Agora é só decidir o melhor caminho a seguir!

Comments

comments