Quem ainda não percebeu a importância do relacionamento com influenciadores está ficando para trás no que se refere ao digital. Com as mudanças na tecnologia e o avanço de diversas redes sociais, a cultura digital se enraizou no nosso cotidiano, e hoje, quase tudo na internet a teve como origem.

Ela nada mais é do que o comportamento humano dentro de um ambiente digital, e as constantes transformações que surgiram no decorrer da abundância de informação acompanhada da tecnologia. Através desse comportamento surgiram os influenciadores, a cultura digital permitiu que a mensagem deles fosse potencializada e alcançasse cada vez mais pessoas.

Os seguidores confiam e dão credibilidade para a opinião dada por eles, por isso cada vez mais marcas buscam criar um relacionamento com os influenciadores que tem afinidade com um tema que se encaixe no que a empresa busca. Mas, o seu negócio está preparado para isso?

É necessário que esse relacionamento seja feito de forma pensada, e não impulsiva, por isso contar com uma equipe especializada em RP ou assessoria pode ajudar. Além disso, ter os objetivos de uma ação e campanha bem definidos ajuda a buscar o influenciador que melhor se encaixe, para depois negociar a precificação através de formatos e quantidades de conteúdo necessários.

Você certamente está se perguntando: preciso mesmo pagar? Isso depende muito. Observe que eles trabalham como criadores de conteúdo, é uma profissão, e precisam ser remunerados, mas você não precisa obrigatoriamente pagar um publipost (publicação em alguma rede, paga pela empresa). Uma alternativa é mostrar a este influenciador que você acha que ele tem a cara da sua marca, mostre que se importa que ele seja o primeiro a saber das novidades da empresa, e que acredita que a opinião dele é essencial, assim, quem sabe, pode obter resultados espontâneos (mas pelo amor de deus, não cobre publicação sobre o evento ou press kit se não foi pago).

Mas e resultados, eles trazem? A resposta é bem simples: se for feito corretamente, pode trazer mais do que a mídia tradicional. E aí, seu negócio está preparado para acompanhar essa tendência?

Comments

comments