Rua Marilia, 40 | São Paulo - BRA
+ 55 11 98300-6511

Brand tone: encontre a voz da sua marca

Você já parou para pensar que as marcas têm voz? Tão importante quanto definir sua missão, público-alvo e persona, é escolher a linguagem adequada para se comunicar com seus leads em potencial. O chamado Brand Tone é fundamental para impactar de maneira adequada seus consumidores, e para determinar as estratégias de marketing a serem aplicadas para esse fim.

Como definir a voz e o tom a serem usados na comunicação?

Em primeiro lugar, é necessário diferenciar estes dois elementos. A voz é a personalidade da sua empresa/marca e é ligada diretamente a seus valores e missão. Com isso, ela precisa ser concisa, além de ser única e inalterável. Definir sua voz ajudará seus clientes a se identificarem com a mensagem que você quer transmitir, além de unificar sua comunicação enquanto marca. 

Já o tom dessa voz dependerá de diversos fatores, e pode ser alterado, dependendo de:

  • o meio escolhido para se comunicar com os leads: site, redes sociais, meios de comunicação, anúncios publicitários e onde serão veiculados;
  • a audiência com a qual você se comunica: como é possível que sua marca tenha mais de uma persona, o tom da comunicação deve ser escolhido especificamente para cada uma delas;
  • o objetivo da comunicação. 

A escolha do brand tone adequado pode evitar uma série de problemas, como a percepção incorreta da sua mensagem ou a rejeição por parte dos consumidores. 

Um exemplo de sucesso dessa estratégia é a Netflix. Em redes sociais como Twitter e Facebook, a empresa se comunica com sua audiência apostando nos memes e virais, um comportamento típico dos usuários dessas redes. 

Já no LinkedIn, rede voltada para networking e busca de empregos, embora mantenha sua voz, a marca se comunica com os seguidores com um tom mais sério e sempre através de assuntos relevantes sobre o mercado de trabalho.

Artigo compartilhado na Company Page da Netflix: “Por que uma guinada na carreira é uma coisa boa?”

No caminho inverso, quando iniciou sua presença nas redes sociais, o Nubank causou estranhamento aos usuários pelo tom jovial e despreocupado, com uso de memes – algo que não era esperado na comunicação de um banco. Hoje, a marca está consolidada, principalmente entre o público mais jovem e presente no cenário digital, e a aposta neste tipo de comunicação se mostrou correta.

Comentários na Fanpage do Nubank no Facebook

 

O que muda com o crescimento dos assistentes de voz?

De acordo com o estudo Digital 2019, encomendado pelo Hootsuite em parceria com o We Are Social, uma das tendências para os próximos anos no mercado digital é o aumento da importância do controle de voz. Além dos já famosos assistentes de voz, como a Siri da Apple e a Alexa da Amazon, outras marcas devem buscar também interfaces mais fáceis de usar para atender aos novos usuários. A voz parece destinada a dominar esses esforços, pelo menos no curto prazo. 

Além da voz ideal, a empresa também deve buscar sons que sejam a identidade de sua marca. A We are Marketing destacou recentemente o exemplo bem sucedido dos videogames neste setor. As marcas mais famosas do segmento já contam com áudio-logos ou sons de assinatura que fazem com que os usuários identifiquem imediatamente quem elas são. 

A UEFA também acertou em cheio com a abertura dos jogos da Champions League. E quem não se lembra do famoso ÔEAAAA… na Copa do Mundo disputada no Brasil? Criaram até um botão para os fãs matarem a saudade!

Definir a voz de uma marca e o tom de sua comunicação é fundamental para as estratégias de marketing e para a conexão com os leads. E a sua empresa, já encontrou a voz ideal?

Leave a comment