Rua Marilia, 40 | São Paulo - BRA
+ 55 11 98300-6511

Chatbots e seu uso pelas marcas

Reading Time: 2 minutes

“Trocar mensagens é uma das poucas coisas que as pessoas fazem mais do que usar as redes sociais.”

Com a frase acima, Mark Zuckerberg deixou claro que as pessoas estão usando a troca de mensagens como nunca usaram antes. Tendo isso em mente, em 2016 o Facebook e outras conhecidas redes sociais liberaram o uso de chatbots em suas plataformas. Mas você já sabe o que é um chatbot?

O termo nasceu da junção das palavras chat + robot, que indica que um robô ou software funciona dentro de uma aplicação de mensagem e é capaz de receber e interpretar comandos e enviar respostas automáticas.

O mais interessante, é que ele não é um aplicativo, então não é necessário baixar nada para poder usar um chatbot. Atualmente diversas empresas estão investindo nesse novo formato online de SAC.

Eles podem funcionar a partir de regras e também com inteligência artificial. Com as regras, é possível parametrizar respostas automáticas para determinadas perguntas ou afirmações que os consumidores fazem com mais frequência. No Brasil, o uso mais comum ainda é o chatbot com regras. No formato que tem inteligência artificial, o chatbot “aprende” a linguagem do usuário e consegue personalizar as respostas e o atendimento.

Os chatbots podem ser habilitados e usados em diversos aplicativos ou programas de troca de mensagens, tais como Facebook, Twitter, WhatsApp, Skype e muitos outros.

As vantagens desse novo sistema são várias:

  • é possível interagir com clientes e até receber pagamentos
  • dispensam o uso de aplicativos
  • economizam tempo, pois dúvidas básicas dos usuários serão facilmente respondidas pelo robô
  • atende várias pessoas ao mesmo tempo
  • não exige treinamento avançado nem grande infraestrutura

Por outro lado, ainda há algumas questões que barram o avanço dos chatbots:

  • o “robô” pode demorar a entender o que você quer
  • pode haver uma certa “frieza” no atendimento, já que você não está sendo atendido por uma pessoa física
  • pode ser uma nova fonte de spam, pois você pode ficar recebendo notificações indesejadas
  • não conseguem resolver tudo

Se você quer entrar na nova onda dos chatbots, é só consultar um programador que vai te ajudar a habilitar a função em sua plataforma de rede social mais utilizada.
No Brasil, já são mais de 180 chatbots sendo utilizados por diversas marcas. No site http://www.botsbrasil.com.br/ é possível consultar quais marcas estão usando e em qual rede social.

Leave a comment