Rua Marilia, 40 | São Paulo - BRA
+ 55 11 98300-6511

As novidades do Youtube para o 1º semestre de 2018

shutterstock_293731811
Reading Time: 2 minutes

Para acompanhar as tendências do mercado, e não ficar para trás dos serviços de streaming, o YouTube lançou duas novas ferramentas para quem deseja consumir conteúdo online.

Parece que esse é o ano do YouTube, a rede social, que é a maior quando se fala de vídeos, resolveu investir em outros setores do mercado. Para concorrer com o Spotify, Deezer e outras plataformas de streaming de música, o Google resolveu transformar o pouco utilizado “Google Play Music” no YouTube Music. Vale ressaltar que o site possui atualmente mais de um bilhão de usuários, e é uma das 3 redes sociais mais usadas no mundo, segundo dados do relatório do Hootsuite.

YouTube Music, um novo serviço de streaming musical

O aplicativo será um serviço semelhante ao Spotify, podendo ser utilizado no modo gratuito e na versão paga, onde o usuário fica livre de propagandas ao pagar US$9,99 por mês.


Nele será possível encontrar o acervo de músicas do YouTube, e também parte do acervo do Google Play Music.

O YouTube Music estará disponível, inicialmente, apenas para alguns países, e ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

YouTube Premium, o finado YouTube Red

O YouTube Red é uma versão paga da rede, disponível desde 2015, onde é possível fazer download de vídeos e reproduzir em segundo plano nos celulares, além de acesso a conteúdo original. Essa opção “paga” do YouTube existe apenas na Austrália, Coréia, México, Nova Zelândia e Estados Unidos.

Esse ano a rede informou que o YouTube Red será substituído pelo YouTube Premium, que custará US$12, mas que ao pagar dará acesso ao serviço de música deles, que citamos anteriormente.

Ainda não há previsão de quando essas novidades chegarão para a gente, mas esperamos ansiosamente para ver até onde vai o investimento do YouTube com conteúdos originais, que façam o investimento valer a pena. Será que o Spotify vai finalmente conseguir um concorrente à altura?

Related Posts

Leave a comment